BLOG

O que levar em conta na escolha de um seguro

O que levar em conta na escolha de um seguroA decisão de escolher um seguro para o seu automóvel é uma tarefa que deve ser encarada com muita seriedade e atenção. Como o próprio nome diz, “seguro” está relacionado à “segurança” e esta última está associada diretamente à “confiança”.

Quanto maior o grau de confiança que se tem em uma seguradora, maior deve ser a probabilidade de optar por ela na hora de contratar uma cobertura para automóvel. Pode-se até supor que este seja o principal fator para a tomada de decisão. Entretanto, outras variáveis importantes também devem ser levadas em conta na hora de contratar efetivamente o seguro.

Uma questão relevante, por exemplo, é a relação entre os benefícios propiciados pela seguradora em relação ao preço cobrado pela apólice.

Há seguradoras que, para agregar valor ao seu produto, oferecem embutidos no seguro do veículo serviços de atendimento à residência do segurado, como mão de obra gratuita para reparos elétricos e hidráulicos, serviços de chaveiro, assistência técnica a computadores, entre outros.

Neste caso, o segurado arcará somente com as despesas com as peças que precisarem ser substituídas. A despesa com a mão de obra já está inclusa no preço do seguro do automóvel.

Essa é uma questão importante nos dias de hoje, uma vez que o preço da mão de obra desses serviços tem aumentado.

É importante observar, no entanto, se na cidade em que o segurado reside há disponibilidade imediata destes profissionais, o que acontece geralmente em grandes centros e cidades de médio porte. É uma vantagem precisar deste serviço e tê-lo de imediato, sem custo adicional.

E tem mais: vale ressaltar que as seguradoras sérias vão fechar contratos com bons profissionais, pois é o nome da empresa que estará em jogo. Pois para deixar um profissional ter acesso à sua residência, volta-se a frisar novamente a questão da confiança.

Outro aspecto a ser levado em conta é o relacionamento do segurado com o seu corretor. O papel de sua assistência é fundamental não somente no fechamento do negócio, mas, sobretudo em situações de sinistro, nas quais o cliente, emocionalmente frágil (por conta de um acidente ou roubo, por exemplo), vai sentir maior segurança quando um corretor é atencioso e ágil para resolver a parte burocrática junto à corretora.

Também é relevante o relacionamento da seguradora com as locadoras de veículos que possivelmente venham a atender à necessidade de um carro reserva numa situação de um sinistro, por exemplo, no qual o veículo do segurado sofreu um acidente e este precisa de um carro reserva enquanto o seu veículo estiver na oficina.

Há seguradoras que oferecem um carro reserva por sete dias e outras, por tempo indeterminado. Logo, é muito importante o segurado estar ciente de todas as cláusulas que constam no contrato, para escolher a empresa que melhor lhe atende dentro das suas potenciais necessidades em caso de sinistros com seu veículo.

Vale lembrar que, ao contratar um carro reserva, o segurado terá que pagar uma franquia do veículo caso aconteça um novo acidente, o que pode chegar a até R$ 2 mil, a depender do valor do carro reserva.

Há seguradoras que, para deixar os clientes mais tranquilos, oferecem um novo seguro dessa franquia (uma espécie de resseguro, que gira em torno de R$ 30 por dia utilizado do carro reserva) e caso venha a acontecer algum sinistro com o carro reserva, o segurado não paga nada além dessa taxa diária.

Descontos

Outra questão é observar que existem seguradoras que utilizam o seu nome em bandeiras de cartões de crédito e oferecem benefícios, entre eles descontos na contratação e na renovação do seguro.

Como o seguro é um produto próprio da empresa, ela pode, para manter o cliente fiel, ofertar descontos vantajosos de acordo com a utilização do cartão de crédito no qual o seu nome consta na bandeira. Em geral, estes descontos são até mais vantajosos do que se o cliente optar por outros benefícios, como milhagens para viagens aéreas.

Para ilustrar: uma determinada seguradora pode ofertar 1,5 ponto para cada dólar que o cliente gastar no cartão. Vale dizer que, em geral, essa conta é feita em dólar, depois é convertida na taxa de câmbio do fechamento da fatura e, finalmente, em real.

A cada 5 mil pontos, o cliente ganha R$ 150 de desconto na renovação do seguro. Ao supor uma taxa de câmbio de US$ 1 (R$ 2,18). O cliente, ao acumular R$ 10,9 mil de compras no cartão, terá um desconto de R$ 150 no seguro, o que equivale a aproximadamente 1,38%.

Se o cliente comprasse no cartão de crédito, aplicasse o dinheiro numa caderneta de poupança e o sacasse no dia do pagamento da fatura, por exemplo, ele ainda obteria um rendimento de 0,55% no mês. Isso mostra que o cliente colhe um benefício de 0,55% + 1,38%, que equivale ao todo a 1,93% de desconto total, percentual superior à remuneração mensal de qualquer aplicação financeira.

Numa família que possua educação financeira, o titular do cartão de crédito pode solicitar cartões adicionais para seus dependentes (esposa, filhos) e toda a pontuação ficará então concentrada no seguro de um veículo da família. A depender do gasto mensal, no período da renovação, o segurado pode obter o seguro do seu automóvel até gratuitamente.

Enfim, são sempre muitas as variáveis a serem levadas em consideração na hora de escolher a empresa que ofertará o seguro do seu veículo. Converse com a família, pesquise os preços e benefícios e tome a decisão, considerando aquele cujo conjunto atenda da melhor forma a suas necessidades.

Post em parceria com o Prof. Fernando Antônio Agra Santos, Doutor em Economia Aplicada (UFV), www.fernandoagra.webnode.com


Fonte: Folha de São Paulo